publicidade

domingo, 8 de outubro de 2017

3 Formas de ganhar bolsa de estudos

Bolsas de estudo são privilégios para poucos. Não são fáceis de conseguir dada a necessidade de muita gente de ter os custos pagos da mensalidade do ensino médio ou superior. Mas há sempre boas dicas quando se trata de bolsa para faculdade e reunimos as principais. Confira!


Como conseguir uma bolsa de estudos?

Conseguir uma bolsa de estudos no Brasil não é tão complexo quanto se imagina. A concorrência pode ser grande mas há boas formas de tentar e os melhores alunos em desempenho escolar sempre saem na frente. Para quem está na busca há três sugestões interessantes:

Inscrever-se no Prouni

O Programa Universidade Para Todos é do Governo Federal e do Ministério da Educação para trabalhar em conjunto. É a forma mais democrática de conseguir uma bolsa de estudos em uma faculdade particular. 

O processo seletivo inscreve todos os anos. O PROUNI 2018 inicia quando as notas do Enem são divulgadas porque usa as notas da avaliação como base. A concorrência é através da nota da prova: as melhores conseguem a vaga. Contudo, é preciso ter uma renda familiar de até um salário mínimo e meio para concorrer. 


Dos programas para conseguir bolsa de estudos esse é considerado o melhor porque fornece bolsa parciais ou integrais. Pode ir de 100% do valor coberto até 25%. 

Educa Mais Brasil

O projeto é uma iniciativa privada e pode ajudar muita gente com o sonho de ter diploma. Através do site o aluno se inscreve escolhendo o curso e instituição a qual deseja fazer uma graduação de curta, média ou longa duração. 

As bolsas são fornecidas sempre parciais. O máximo a se conseguir é 50% do valor da mensalidade a iniciar a partir da primeira mensalidade (a matrícula não conta). O aluno deve se matricular e na segunda parcela recebe o desconto. 

Concorrendo em projetos das universidades

Não são apenas nos filmes que as instituições de ensino buscam novos talentos. Muitas faculdades ou universidades particulares querem melhorar sua visibilidade no mercado e por isso contam com jovens cientistas, pesquisadores e outros. É importante para elas ter alunos bons para aumentar a sua mídia social. 

É comum tais instituições ofertarem bolsas. São programas próprios anunciados em seus próprios sites ou prédios focados nos melhores alunos do ensino médio. Se você tem boas notas pode buscar instituições para se cadastrar e concorrer a uma boa vaga para não pagar nada nos estudos. 

Há outras formas de ajudar a pagar a faculdade?

Sempre há como custear os estudos. Ser funcionário da instituição pode render descontos parciais ou integrais. Inscrever-se em programas educativos pode ser uma opção desde que sejam focados em ajudar a comunidade ou sociais. 

Há ainda bolsas de atletismo ou outros esportes. Fazendo parte do time da instituição ou sendo um jovem talento você pode se inscrever para uma avaliação e conseguir descontos ou bolsa integral. Em muitos casos a faculdade até convida o aluno ofertando uma bolsa pensando em seu nome na mídia e premiações em campeonatos universitários para lhe dar visibilidade e atrair mais alunos. 

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Quais os diretos do ​empregado doméstico?

O empregado doméstico é protegido pela Consolidação das Leis trabalhistas. Ele possui como todos os outros empregados de rede privada a ter uma carteira assinada e muitos outros direitos que lhe permitem um amparo legal e até processar seu chefe. Muitos desses direitos são desconhecidos e podem ser de grande ajuda. Saiba mais! 

Direitos do empregado doméstico

Apesar de mais mulheres ocuparem a função, o empregado doméstico pode ser exercido por ambos os sexos. É um funcionário com uma carga horária regular de oito horas diárias. A função é amparada pela Lei Complementar nº 150 de 2015 e vale em todo o Brasil. 

O empregado doméstico possui como direitos:
  • Uma carga horária de até oito horas;
  • Receber no mínimo um salário mínimo de acordo com o valor vigente;
  • Ter uma jornada de trabalho de no máximo 44 horas semanais;
  • Receber por hora extra ou ter um banco de horas;
  • Folga semanal remunerada;
  • Férias a cada 12 meses;
  • Aviso prévio;
  • Seguro desemprego - pode fazer o agendamento seguro desemprego 2018 quando desejar após a demissão sem justa causa;
  • Licença maternidade;
  • Auxílio doença;
  • Pagamentos do patrão de INSS e FGTS. 
Se nenhum dos pontos acima for cumprido pelo patrão o empregado pode acionar o Ministério do Trabalho para buscar seus direitos. Cabe processo e multa para o patrão, que não poderá demitir por um período de tempo por conta da ação movida.

Quais os deveres do empregado doméstico?

Como todo funcionário contratado há sempre os direitos e também os deveres a serem cumpridos. Ao empregado é importante cumprir com as funções pré determinadas ou pode gerar demissão por justa causa. 

É preciso como ponto mais importante cumprir a carga horária pré determinada. Pontualidade é importante e a ausência dela pode gerar demissão. Falta não justificada (com atestado médico ou prova jurídica) também gera o desligamento imediato. 


As funções de um empregado doméstico devem sempre ser cumpridas de acordo com as determinações antes de assinar a carteira. O contratado precisa estar ciente de quais as suas funções e como ele pode exercê-las. Se não for de comum acordo pode-se pedir demissão sem problemas. 

A hora extra de um empregado doméstico

Alguns empregados doméstico dormem no trabalho. Como isso funciona? Ele deve exercer a carga horária de oito horas por dia com um período de descanso para almoço de ao menos uma hora. Alguns conseguem entrar em acordo com o patrão e tirar menos tempo para refeições mas largar mais cedo. 

Mas e se ele dorme no emprego? Não é por esse motivo que continua trabalhando. É preciso ter um banco de horas somando todos os períodos trabalhados. Uma hora extra equivale a mais 50% do valor de uma hora normal. O cálculo é realizado baseando-se no salário recebido somando folgas e dias remunerados. 

O banco de horas deve ser bem calculado. As primeiras 40 horas devem ser pagas no mesmo mês. O excedente deve ser pago pelo contratante em até um ano ou pagará multa e o valor em dinheiro. Caso o empregado doméstico seja demitido (com ou sem justa causa) antes deve receber seu banco de horas em dinheiro. 

FONTE: segurodesemprego2018.com

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Como se vestir para uma entrevista de emprego?

A entrevista de emprego é uma das etapas mais importantes do processo seletivo. Após a avaliação do currículo o candidato será convocado para uma conversa pessoalmente e cada detalhe deste momento conta. A roupa está na lista dos itens mais importantes e por isso reunimos dicas de como se vestir bem para uma entrevista de emprego. Confira!


Como mulheres devem vestir para uma entrevista de emprego

O que jamais pode ser esquecido ao abrir o closet e selecionar as roupas para uma entrevista de emprego é o look social. Se não for formal nem precisa vestir. Nada de roupas de festas ou algo com brilho. São sempre roupas de caráter social.

Mulheres podem vestir calça social ou saia. Sempre bem passadas e com cores neutras, com leves estampas ou abolir desenhos e grafismo. A regra especial é para o comprimento da saia é sempre muito próximo do joelho, um pouco abaixo do meio da coxa. 

Sensualidade sempre deve ficar de fora neste tipo de look. Pode abolir decotes, roupas justas demais e torneando as coxas e quadris. Isso não quer dizer usar roupas folgadas e sem forma, apenas não muito justas. 



Transparência também deve ficar distante de um look para entrevista. Dê uma boa olhada antes de sair de casa em detalhes como a marcação da lingerie se a roupa estiver muito apertada e teste os tecidos para saber se de fato não são transparentes. 

Nos pés as melhores opções são sapatos ou sapatilhas. Evite salto alto demais e nunca sandálias rasteiras. Elas são consideradas informais.

Evite maquiagem para entrevista de emprego pesada. No máximo um pouco de delineador e batom. Os lábios não podem ser marcantes demais, então é interessante abolir as cores mais escuras. O vermelho é considerada uma cor 'sensual' demais para maquiagem para entrevista de emprego. 

Com homens devem vestir para uma entrevista de emprego

Mesmo não trabalhando no dia a dia com roupas formais os especialistas de Recursos Humanos indicam vestir roupas sociais para uma entrevista. Preze sempre por se vestir da melhor forma possível e já arrancar elogios em um primeiro contato com a empresa. 

Os homens devem ir sempre com camisa social e calça com cinto. Esse look básico atende a todo tipo de expectativa empresarial e mostra o quanto você leva a sério o encontro mesmo ele acontecendo de forma rápida. 



A principal dúvida é: pode ir de calça jeans? A resposta é: sim, mas depende. Calça jeans com camisa social é considerado um look ainda formal. Um pouco despojado, mas social e vale para algumas empresas. Mas para entrevistas focadas em cargos gerenciais ou para trabalhar com atendimento ao público não é indicado. 

O que deve ser evitado:
  • Camisa social transparente;
  • Tênis, sandálias ou chinelos;
  • Camisas estampadas demais.

Dicas para se sair bem em entrevista de emprego

Procure falar devagar e se ater apenas a responder o necessário. Respostas longas e forçar informações não é considerada uma boa estratégia para entrevista. 

Jamais fale mal do seu antigo chefe, do seu ex emprego ou de colegas de trabalho. Mostra falta de comprometimento e de companheirismo.

Leia sempre sobre a empresa para ir até o seu futuro local de trabalho o mais preparado possível para responder qualquer tipo de questionamento. 

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Quais as diferenças entre Prouni, SISU e FIES

Os três programas do Governo Federal para a educação costumam confundir muita gente. ProUni, Sisu e Fies são todos focados em auxiliar os estudantes a ingressar no ensino superior por meio da nota do Enem, mas com algumas diferenças. Saiba mais e como funcionam!


Entendendo mais sobre o ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi a primeira das ações sociais para a educação no Brasil com um formato nacional. Por meio de bolsas de estudo os estudantes concluintes do ensino médio podem tentar com a nota do Enem ganhar uma bolsa de estudos. 




As bolsas do ProUni cobrem a mensalidade das universidades ou faculdades cadastradas e autorizadas pelo MEC e nenhum valor a mais. Podem ser integrais (100%) ou parciais (75, 50 e 25%). Nenhuma taxa a mais deve ser paga mas é preciso sempre renovar a matrícula. Uma vez abandonando o programa não há mais direto de tentar outra vaga no sistema de gratuidade. 

A inscrição do ProUni começa sempre após o Enem. O estudante do ensino médio deve ter uma nota inferior a 6 na parte básica e a redação não pode ter nota 0. O aluno de maior nota de acordo com o curso e instituição escolhida ganha a bolsa. 

Entendendo mais sobre o Sisu

O Sisu sempre é confundido com um programa mas na verdade é o sistema de seleção simplificada. Antes os estudantes precisam se candidatar em cada um dos vestibulares e viajar para fazer a prova. Hoje basta entrar no sistema com login e senha e realizar a sua inscrição em um processo seletivo de qualquer universidade do país. 

A forma prática de participar de um processo seletivo permite aos estudantes concorrer em outros estados sem sair de casa. A seleção é através da nota do Enem, por isso o exame é obrigatório. A prova do Enem é gratuita para estudantes de escolas públicas e com pagamento de taxa para quem é da rede privada de ensino.

Entendendo mais sobre o Fies

O Fies 2018 não é uma bolsa mas ajuda muito a quem quer fazer uma faculdade. O Financiamento Estudantil funciona como um empréstimo. O estudante soma todo o valor do curso (todas as mensalidades) e realiza o financiamento com pagamento em até 18 meses após finalizar o curso. 


O financiamento envolve pagamentos dos juros mensalmente, uma taxa pequena para se manter no programa em comparação com a mensalidade. O valor é pago com juros mas bem mais baixos comparando com um empréstimo, ajudando assim os estudante a conseguir seu sonhado diploma. 

Semelhanças entre Fies, ProUni e Sisu

Todos os citados acima possuem um ponto em comum: a nota do Enem é crucial. Sem fazer a prova não é possível tentar uma bolsa de estudos do ProUni, o financiamento do Fies ou se cadastrar no sistema do Sisu.

Todos eles também necessitam de uma nota mínima de 6 em conhecimentos gerais e não tirar zero em redação. Sem esses requisitos mínimos na nota não é possível participar de nenhum dos programas educacionais ou tentar vagas por meio do Sisu.