publicidade

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Quais as diferenças entre Prouni, SISU e FIES

Os três programas do Governo Federal para a educação costumam confundir muita gente. ProUni, Sisu e Fies são todos focados em auxiliar os estudantes a ingressar no ensino superior por meio da nota do Enem, mas com algumas diferenças. Saiba mais e como funcionam!


Entendendo mais sobre o ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi a primeira das ações sociais para a educação no Brasil com um formato nacional. Por meio de bolsas de estudo os estudantes concluintes do ensino médio podem tentar com a nota do Enem ganhar uma bolsa de estudos. 




As bolsas do ProUni cobrem a mensalidade das universidades ou faculdades cadastradas e autorizadas pelo MEC e nenhum valor a mais. Podem ser integrais (100%) ou parciais (75, 50 e 25%). Nenhuma taxa a mais deve ser paga mas é preciso sempre renovar a matrícula. Uma vez abandonando o programa não há mais direto de tentar outra vaga no sistema de gratuidade. 

A inscrição do ProUni começa sempre após o Enem. O estudante do ensino médio deve ter uma nota inferior a 6 na parte básica e a redação não pode ter nota 0. O aluno de maior nota de acordo com o curso e instituição escolhida ganha a bolsa. 

Entendendo mais sobre o Sisu

O Sisu sempre é confundido com um programa mas na verdade é o sistema de seleção simplificada. Antes os estudantes precisam se candidatar em cada um dos vestibulares e viajar para fazer a prova. Hoje basta entrar no sistema com login e senha e realizar a sua inscrição em um processo seletivo de qualquer universidade do país. 

A forma prática de participar de um processo seletivo permite aos estudantes concorrer em outros estados sem sair de casa. A seleção é através da nota do Enem, por isso o exame é obrigatório. A prova do Enem é gratuita para estudantes de escolas públicas e com pagamento de taxa para quem é da rede privada de ensino.

Entendendo mais sobre o Fies

O Fies 2018 não é uma bolsa mas ajuda muito a quem quer fazer uma faculdade. O Financiamento Estudantil funciona como um empréstimo. O estudante soma todo o valor do curso (todas as mensalidades) e realiza o financiamento com pagamento em até 18 meses após finalizar o curso. 


O financiamento envolve pagamentos dos juros mensalmente, uma taxa pequena para se manter no programa em comparação com a mensalidade. O valor é pago com juros mas bem mais baixos comparando com um empréstimo, ajudando assim os estudante a conseguir seu sonhado diploma. 

Semelhanças entre Fies, ProUni e Sisu

Todos os citados acima possuem um ponto em comum: a nota do Enem é crucial. Sem fazer a prova não é possível tentar uma bolsa de estudos do ProUni, o financiamento do Fies ou se cadastrar no sistema do Sisu.

Todos eles também necessitam de uma nota mínima de 6 em conhecimentos gerais e não tirar zero em redação. Sem esses requisitos mínimos na nota não é possível participar de nenhum dos programas educacionais ou tentar vagas por meio do Sisu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário